Publicado por: Lia Marchi para Arquivo das Danças do Alentejo | 24/07/2013

Download do Caderno de Danças do Alentejo!!

O Caderno de Danças do Alentejo Vol. 01, publicado em 2010, ganhou em 2013 uma edição em inglês. As duas versões estão disponíveis online no endereço:

A Notebook of Dances from the Alentejo Vol. 01, published in 2010, won in 2013 an English edition. Both versions are available online at the address:

http://memoriamedia.net/dancasdoalentejo/

Foto: O Caderno das Danças do Alentejo, agora em Inglês!!!

Publicado por: Lia Marchi para Arquivo das Danças do Alentejo | 18/06/2011

O Alentejo no Brasil

Brasil Junino, Portugal Joanino!

Neste Junho, as Danças do Alentejo invadiram o Brasil e de Norte a Sul conquistaram novos dançadores deste repertório que agora anda nos pés deste lado do oceano.

Vinte dias, nove eventos, quatro cidades e milhares de alegrias nos bailes e convívios luso-brasileiros.

Deixamos aqui um agradecimento especial ao Instituto de Estudos de Literatura Tradicional da Universidade Nova de Lisboa (IELT), a Associação PedeXumbo e a todos e todas que cooperaram para realizar este intercâmbio entre Brasil e Portugal.

Em http://lianaolaria.wordpress.com um diário de nossa viagem!

A arqueóloga Conceição Lopes (de Coimbra) com Domingos Morais e Lia Marchi na Cariri Mostra Musical Ibero Americana, no Ceará.

Mais em: http://mostraiberoamericanafcg.wordpress.com/

Oficina de danças na Olaria Projetos de Arte e Educação, Curitiba, Paraná.

Domingos e Lia na Universidade Federal do Paraná.

Roda de danças na Universidade Federal do Paraná, com o apoio da rabeca do Prof. Guilherme Romanelli.

No lançamento em Curitiba, a participação especialíssima no violeiro brasileiro Fernando Degui.

Publicado por: Lia Marchi para Arquivo das Danças do Alentejo | 16/05/2011

Caderno de Danças do Alentejo – Lançamentos no Brasil em junho de 2011

Depois do lançamento da obra em Portugal, no ano de 2010, o Caderno de Danças do Alentejo, Vol. 01 chega ao Brasil em uma série de lançamentos pelo país que acontecem no mês de junho de 2011.

Entre lançamentos do livro, oficinas de danças, sessões cooperativas em parceiras com projetos sociais e apresentações em universidades, Domingos Morais e Lia Marchi apresentarão o projeto, a pesquisa e o repertório documentado no Caderno em Nova Olinda, Curitiba, Paranaguá e Brasília.

Confira a programação completa:

Publicado por: Lia Marchi para Arquivo das Danças do Alentejo | 25/10/2010

Lançamentos Caderno de Danças do Alentejo, Vol. 01

Temos o prazer de convidar a todos e todas para os lançamentos do Caderno de Danças do Alentejo, Vol. 01
*Terça-feira – Dia 26 de outubro – Melides e Castro Verde – Entrega de livros aos dançadores entrevistados
*Quarta-feira – Dia 27 de outubro – Évora – 19 horas na Sala 131 – Auditório do Colégio Espírito Santo da Universidade de Évora
*Sexta-feira – Dia 29 de outubro – Monte Estoril – 18h30 no Museu da Música Portuguesa
*Sábado – Dia 30 de outubro – Lisboa – Oficina de danças alentejanas com Lia Marchi e Celina da Piedade – Festival Tradballs

Dia 29 de outubro, Museu da Música Portuguesa

Publicado por: Lia Marchi para Arquivo das Danças do Alentejo | 10/10/2010

Vem aí…

Em breve nas melhores livrarias!

Publicado por: Lia Marchi para Arquivo das Danças do Alentejo | 30/09/2010

Ainda… Setembro

Ainda… Setembro

30 dias que valem por 300.

50 páginas que viraram 96.

24 horas que não são nunca suficientes.

Nossos dias em setembro tiveram que valer cada um por dois, ou três…

Terminamos o mês com mais uma ida a Melides, para finalizar as gravações que estarão no Caderno de danças do Alentejo Vol. 01.

Em Melides, como sempre, um ar de valsa, uns sorrisos animados no Centro de Dia. Emocionantes:  “Já tinha saudades suas! Agora quando é que volta?”

Voltamos em fins de outubro, com o livro.

E pra não terminar o mês sem esta notícia do sul, fica a imagem do nosso grupo de amigos, no salão do Centro de Dia, após mais um encontro das valsas.

Amanhã? Outubro e mais alguns dias que terão que valer por dois, rumo ao caderno de danças.

Os dançadores no Centro de Dia. Melides, 28 de setembro de 2010. Foto: Lia Marchi / ADA

Publicado por: Lia Marchi para Arquivo das Danças do Alentejo | 14/09/2010

É já ali…

É já ali…

Neste fim de semana, enquanto Castro Verde assistia ao Festival Planície Mediterrânica, o projeto Arquivo das danças do Alentejo esteve em diversas localidades do Concelho em uma verdadeira maratona de gravações. Casével, Sete, São Marcos da Atabueira, Castro…

Os registros farão parte de uma série de links indicados no Caderno de danças do Alentejo Vol. 01 que será editado ainda este ano.

Desde o início desta iniciativa as gravações das danças em áudio e vídeo permearam as conversas e o planejamento da pesquisa.

Realizar o registro com dançadores locais foi sempre uma questão de base para nós. Questão que na prática revelou-se complexa. Tanto no que diz respeito à logística, quanto ao que diz respeito a encontrar e reunir um grupo de dançadores.

Nestes dias, tivemos a oportunidade de realizar gravações em condições variadas. Do grupo “As Papoilas do Corvo”, que já tem quase dez anos e é formado por senhoras da aldeia que reviveram o baile da sua juventude a jovens locais, alentejanos emigrados e dançadores da onda dos bailes trad dos dias atuais, entraram todos para as danças do Alentejo.

A mim, agradaram-me muito as gravações. Olho para estes registros e sinto um ar de naturalidade, de integração, percebo que as danças que gravamos estão nos corpos das pessoas que vieram dançar para nós. Percebo a diferença entre uns e outros.

Talvez a maioria das pessoas não chegue a assistir (pelo menos por agora) os ensaios, as conversas de bastidores, o re-ensinar/re-aprender de uns com os outros que estão também nos nossos arquivos e que revelam o processo de dançar em conjunto das danças tradicionais e populares.

No final destes longos dias de empreita saio de Castro com a sensação de que as nossas gravações mostram gente a dançar para gente que vai dançar. Percebo nelas a capacidade de alguém em um país distante ver uma dança portuguesa e levar para a escola como uma atividade cultural.

Um dos rapazes que dançou conosco e que é músico gravou também e disse logo: “Vou roubar essa música pra tocar nos bailes, tá bem?” Está bem! Que bem…

Perceber que as nossas gravações talvez possam ser pontes para que mais e mais gente toque e dance o repertório dos bailes cantados do Alentejo é uma alegria. Contamos com isso.

Agradecemos aos nossos dançadores destes dias que tornaram possível esta etapa do trabalho: Ana Valadas e António Manuel Torres Guerreiro, Maria Luisa Gouveia, Vitor Manuel Cordeiro, Dora Alexandra Algarvio, Milena Luisa Martins e as Papoilas: Hermínia Horta, Amerildes Maria Francisca, Maria Luisa Afonso, Maria Vitória Felizberto, Bárbara Maria, Maria Barbara Cavaco Faustino, Ilda Maria Constantino, Maria Adelina Santos.

Um agradecimento mais que especial ao Pedro Mestre. Já não sei se devo chamá-lo tocador, construtor, dançador, professor. Prefiro dizer que a presença do Pedro, como incentivador e pesquisador da cultura local, a meu ver, cria possibilidades para que um imenso repertório, não só de músicas, mas também de saberes, ganhe décadas de vitalidade pela frente.

Obrigada a todos que participaram e Melides que nos aguarde – estamos chegando!

Dança de roda com as Papoilas do Corvo e amigos. Setembro de 2010, Aldeia do Corvo. Foto: Lia Marchi / ADA

Os dançadores. Setembro de 2010. Aldeia do Corvo. Foto: Lia Marchi / ADA

Publicado por: Lia Marchi para Arquivo das Danças do Alentejo | 31/08/2010

Arquivo das danças no Festival Arraiais do Mundo

Arquivo das danças no

Festival Arraias do Mundo

Neste fim de semana, a PédeXumbo realiza em parceria com a Câmara Municipal de Tavira o Festival Arraias do Mundo 2010.

No sábado, dia 04 de setembro, 15hs, na sede do Clube Tavira a pesquisadora Lia Marchi apresenta o projeto do Arquivo.

A apresentação é aberta ao público.

Para mais informações acesse a programação completa.

Publicado por: Lia Marchi para Arquivo das Danças do Alentejo | 25/08/2010

Enfim… setembro!

Enfim… setembro!

O tamanho de um tempo nem sempre se mede.

Um dia pode levar dez anos e oito semanas por vezes passam num segundo.

Ontem era quatro de julho e enquanto os americanos soltavam fogos eu aterrissava numa gelada Curitiba.

Em alguns dias será setembro outra vez…

E uma vez mais, desembarco as malas num escaldante Alentejo.

Graças ao apoio da Organização dos Estados Ibero-americanos, que concedeu uma bolsa Movilidad a Lia Marchi, a pesquisa sobre as danças tradicionais e populares do Alentejo ganha novo fôlego.

Aproveitamos a ocasião para agradecer a este apoio, que possibilita mais uma importante etapa do projeto.

Em setembro e outubro as viagens somam mais quilômetros e o Caderno das Danças do Alentejo I Volume ganha corpo.

E por aqui, novos posts com as notícias do front.

Até breve Alentejo!

Publicado por: Lia Marchi para Arquivo das Danças do Alentejo | 17/08/2010

Valsas mandadas no Festival Ritmos

Valsas mandadas no Festival Ritmos

Em sua passagem pelo Ritmos – Festival Internacional de Danças do Mundo, o Professor Domingos Morais registrou a oficina de valsas mandadas dos nossos amigos Luísa e Manuel Araújo, que também estiveram no Andanças deste ano com sua já tradicional oficina.

O vídeo, além de nos mostrar o casal de dançadores no seu melhor, apresenta também alguns trechos da aula, com vários pares aprendendo os passos e traz explicações do senhor Manuel sobre a dança e seus contextos.

Uma ajuda preciosa para quem anda atrás de andar na frente com as valsas mandadas da Serra de Grândola.

Confira a aula em:

http://www.vimeo.com/14212072

Manuel e Luísa ensinam valsas mandadas no Festival Ritmos. Foto: Domingos Morais/ADA

Older Posts »

Categorias

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.